Contos do Mundo

A Lenda da Vitória-Régia


    Quem presenciou a majestosa beleza de uma vitória-régia jamais a esquece. Sua presença leve e encantadora nos lagos e remansos dos rios é inesquecível. Muitos acreditam que nesses lugares, a vaidosa lua, Iaci, reflete sua sedutora beleza como em um espelho.

    Algumas mulheres indígenas veem nesse reflexo de Iaci uma grande fonte de inspiração para o amor. Elas escalam árvores e alcançam o topo de montanhas, aguardando ansiosamente pelo surgimento de Iaci. Sonham com os primeiros raios de luz que as encantarão, transformando-as em estrelas.

    Conta-se que a mais bela dessas mulheres estava profundamente apaixonada pela ideia de se transformar em estrela. Determinada, ela subiu os montes mais altos, percorreu colinas e serras na esperança de ver seu sonho se concretizar. Entretanto, não conseguia alcançar seu desejo.

    Numa noite de luar intenso, quando as estrelas pareciam piscar com mais intensidade, a jovem estava em busca de seu sonho ao passar por um lago. O brilho do luar nas águas era tão majestoso que parecia Iaci se banhando ali. Impulsionada por seu desejo, a jovem lançou-se nas águas, ansiosa por tocar a lua, mas acabou desaparecendo no fundo do lago.

    Comovida, a lua sentiu pena da bela mulher que, por sua beleza, merecia um destino especial para imortalizar sua existência. Incapaz de levá-la para o céu, a lua decidiu transformá-la em uma vitória-régia, a estrela das águas. Assim, ela permanece formosa e encantadora como as estrelas do céu, seu aroma inebriante sendo o próprio perfume do amor.

    Até os dias atuais, a vitória-régia continua a brilhar nas águas, representando o presente de luz que Iaci concedeu à bela jovem.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *